A antropologia na UFRR


A antropologia na UFRR encontra-se em uma fase bastante promissora. Inicialmente, o espaço de atuação dos antropólogos foi o curso de graduação em Ciências Sociais, com habilitação em Antropologia, criado em 1992. No ano de 1995, constituiu-se o departamento de Antropologia, que passou a abrigar os antropólogos. Em 2002, estes criaram o Núcleo Histórico Socioambiental (NUHSA), que tem como objetivo fomentar projetos de pesquisas, ofertar cursos de pós-graduação e extensão e agenciar eventos acadêmicos. Dotado de caráter multidisciplinar e constituído por três linhas de investigação (Sociedade e meio ambiente, Etnias de Roraima e Etnohistória) este núcleo se tornou o espaço privilegiado de atuação dos antropólogos e profissionais de áreas afins.

O processo que foi sendo edificado ao longo dos anos possibilitou a apresentação, em 2008, do projeto de criação do bacharelado em Antropologia na UFRR, que teve a primeira turma selecionada no vestibular do ano de 2009. Atualmente, os profissionais lotados no Departamento de Antropologia atendem a demanda dos cursos de graduação (Antropologia, Ciências Sociais – habilitação em Antropologia, Comunicação Social e Geografia), pós-graduação stricto sensu (Recursos Naturais) e lato sensu (Gestão para o Etnodesenvolvimento, Recursos Naturais e Segurança Pública e Cidadania).

A criação do curso de Antropologia viabilizou a contratação de novos antropólogos, possibilitando a adoção de novos passos, que favorecem a ampliação do ensino e pesquisa antropológica nesta instituição. Em vias de finalização está o projeto de criação do Instituto de Antropologia e o mestrado interdisciplinar em Antropologia, em parceria com o Programa de Pós-Graduação em Antropologia da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE). Verifica-se, assim, que a demanda e os espaços de atuação para os profissionais com formação em Antropologia tende a se ampliar cada vez mais.

Fonte: http://www.ufrr.br/rea2011

Sobre Denis Wesley

Pode invadir ou chegar com delicadeza Pode invadir ou chegar com delicadeza, mas não tão devagar que me faça dormir... Não grite comigo, eu tenho o péssimo hábito de revidar... Tenha vida própria, me faça sentir saudades... Conte umas coisas que me façam rir... Acredite nas verdades que digo e nas mentiras, elas serão raras, mas sempre por uma boa causa... Respeite meu choro... Deixe-me sozinho, só volte quando eu chamar, e não me obedeça sempre é que eu também gosto de ser contrariado... Invente um papel para você que ainda não tenha sido preenchido e o inverta as vezes... Então: Sou Denis Wesley, muito prazer.

Publicado em 27/03/2011, em Antropologia, Antropologia Brasileira. Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: