O que a antropologia tem a dizer sobre o direito dos animais?


O que a antropologia tem a dizer sobre o direito dos animais?

Foi com esta pergunta que Caetano Sordi, mestrando do Programa de Pós-Graduação em Antropologia Social da UFRGS, iniciou sua fala no primeiro IHU Ideias de 2011 no final da tarde ontem (24-03). Mesmo com muita chuva no câmpus da Unisinos, muitos estudantes e militantes compareceram na sala Ignacio Ellacuría e Companheiros – IHU para ouvir Caetano discorrer sobre “O animal como próximo: por uma antropologia do movimento de defesa dos direitos animais”.

Com experiência na área de antropologia das Interações Humano-Animais, Ética e Filosofia Política, Teoria Hegeliana da Opinião Pública e Memória Traumática do Holocausto, Caetano tratou dos direitos animais a partir dos referenciais da ciência antropológica, de maneira a tentar compreender como se constitui uma retórica própria dos movimentos em defesa dos animais, como ela se insere nos ciclos de vida de quem milita e o que representa, para a democracia e o espaço público, a emergência de novas demandas por direitos, desta vez aplicados ao que em geral é relegado ao espaço das coisas ‘amorais’ ou ‘extra-morais’.

Segundo Caetano, o filósofo alemão Hans Jonas afirmava, de umas décadas para cá, que “o mundo não-humano tornou-se eticamente significativo”. Ou seja, para o palestrante, “não discutimos hoje somente os direitos e deveres que existem entre as pessoas humanas, mas também os direitos e deveres que possuímos em relação a entes não-humanos, como os animais e mesmo coisas não-humanas muito abstratas, como a noção de ‘ecossistema’ ou ‘meio-ambiente’”.  E as ciências sociais, que há pouco tempo atrás não estavam abertas a discussão do tema, muito recentemente tem começado investigações sobre o assunto.

Os principais pontos abordados por Caetano no decorrer da palestra permearam a questão dos direitos animais, mas também da militância ambientalista e a inclusão cada vez maior de não-humanos no mundo da política e do direito. Discorreu ainda, de maneira questionadora, sobre a sustentabilidade de permanecer reproduzindo uma cosmologia antropocêntrica, em que o conjunto dos entes não-humanos são vistos como “recursos” para o bem-estar da nossa espécie.

Após terminar sua exposição, Caetano abriu espaço para perguntas.

Um dos ouvintes que participou da discussão foi Márcio Linck, graduado em História e militante das entidades de proteção aos animais. Márcio parabenizou o Instituto Humanitas Unisinos – IHU por trazer este tema ao debate.

Segundo ele, “a análise do Caetano é muito importante, pois na grande mídia este tema não é colocado em pauta por ser muito contestado, é um tema que incomoda as pessoas, elas herdarem toda uma questão tradicional em relação a alimentação, a vestimenta, aos animais para o seu bel prazer, então trazer este tema para um espaço como este, dentro de uma universidade é uma coisa pioneira, que só enriquece o debate e nos fortalece”, finaliza ele.

Fonte: Blog do IHU

Sobre Denis Wesley

Pode invadir ou chegar com delicadeza Pode invadir ou chegar com delicadeza, mas não tão devagar que me faça dormir... Não grite comigo, eu tenho o péssimo hábito de revidar... Tenha vida própria, me faça sentir saudades... Conte umas coisas que me façam rir... Acredite nas verdades que digo e nas mentiras, elas serão raras, mas sempre por uma boa causa... Respeite meu choro... Deixe-me sozinho, só volte quando eu chamar, e não me obedeça sempre é que eu também gosto de ser contrariado... Invente um papel para você que ainda não tenha sido preenchido e o inverta as vezes... Então: Sou Denis Wesley, muito prazer.

Publicado em 28/03/2011, em Antropologia da Alimentação, Antropologia Social. Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: